“Quero voar contigo
P’ruma outra dimensão
Me empreste suas asas
Ou venha comigo

Vamos anular o peso do corpo
E flutuar sobre as nuvens
Como bruxas montadas em vassouras

Na insustentável leveza do ser
Levitar sobre o peso de viver

Não pra perseguir sonhos
Mas pra enlouquecer ventanias
Vamos nos perder na nossa fantasia

Me leve com você

Vamos flutuar no espaço da poesia invisível
Sem destino e sem cansaço
Seremos um só ser
Indivisível.”