Quem compreende o sentido da vida sabe que nada tem início e nada tem fim, e, portanto, não fica angustiado. Luta pelo que acredita sem tentar provar nada a ninguém, guardando a calma silenciosa de quem teve a coragem de escolher seu destino.

Isso vale para o amor e para a guerra.

Quem confia no seu poder de sedução, na capacidade de dizer as coisas na hora certa, no uso correto do corpo, fica surdo para “a voz do coração”. Esta só pode ser escutada quando estamos em perfeita sintonia com o mundo a nossa volta, e jamais quando nos julgamos o centro do universo.

http://g1.globo.com/platb/paulocoelho
Anúncios