Número 1 – O Deus da Liderança
Contava-se na Grécia antiga que havia nove Deuses. Cada qual responsável por uma característica cósmica evolutiva. A cada dois mil anos, eles reuniam-se para avaliarem suas atividades junto à raça humana, e relembrarem como tornaram-se divindades. Nesses encontros, contavam com a presença do Deus dos Deuses.
 

 

Mestre sábio e perfeito, que recebia de cada um dos Deuses, os relatos das suas atividades e ouvia suas histórias. Cada um dos Deuses, prostrava-se perante o Deus dos Deuses, para relatar como conseguiu deixar de ser humano, e tornar-se divindade.


1 O DEUS DA LIDERANÇA

Conta ele: Que quando humano, conheceu um ser sábio. E, por confiar nele decidiu contar sua aspiração. Dizia ele, ao homem sábio, que queria tornar-se um Deus. Seu desejo era liderar, comandar e dirigir. O homem sábio disse-lhe:
– Vamos ver se és líder. Vou lhe incumbir de certas tarefas.
Em um dia de caça deverás trazer-me 10 animais abatidos para alimentar meu povo. Saiu, o homem que queria ser Deus, e em menos de um dia trouxe 10 animais abatidos.

Passou algum tempo, e o homem sábio pediu para que ele conduzisse, pela selva, um grupo de pessoas. E, seria ele o responsável pela sobrevivência de todos que estariam sob seu comando.

Depois de alguns meses, o homem que queria ser Deus, retornou sem nenhuma baixa em sua equipe. Em seguida, o homem sábio, solicitou ao aspirante a Deus, que sozinho fosse até o ponto mais alto da região, e lá, permanecesse por longo período sem a companhia de ninguém.

E, assim foi. O pretendente permaneceu por dez anos sozinho no topo da montanha. Ao retornar, resolveu por perguntar ao homem sábio:
– Prezado sábio, sou eu agora um Deus ?
– Não. Ainda não és.
– Mas, durante anos cumpri todas as tarefas que solicitou-me. Provei ser
forte e corajoso. Liderei e comandei pessoas. Fui capaz de sobreviver sozinho. Porque não sou ainda um Deus?
Respondeu-lhe o homem sábio:
– Porque apenas cumpristes o que mandei. Se fostes realmente o Deus da liderança teria seguido os teus próprios caminhos.

Foi então, que para tornar-me um Deus, tive que descobrir a importância da independência. E assim, tornei-me a Divindade da Liderança. E atendo pelo nome de GUREDAANT ou GARETUAND. E, desde os tempos iniciais, viajo pelo cosmo, ensinando a humanidade como tornar-se independente.

Mito dos Números – By http://www.annamarya.com.br/num_mito_num1.php

Anúncios