“Sorri pra mim
Porque preciso enganar a dor
Surpreender o mal interior
Qualquer motivo pra me libertar
Enxergar o facho verde da esperança
A luz que há de iluminar
Por onde eu tenho vontade de passar
Ai quem me dera poder ter você
Esquecer o passado cruel
Ficaria tão feliz
Seria cair de boca no mel
Percorrer todas as curvas de seu belo corpo
E bater bem de frente
Garanto que tudo mudava pra mim vida ia ser diferente

Ah se eu pudesse a regra mudar
Lavar as sujeiras do mal
Flutuar em águas limpas
Seria depressa o caminho ideal
Hipnotizar teus olhos matar de uma vez
O ansioso desejo
Sentir o apertar do abraço e brindar as loucura
De um gostoso beijo.

Sorri pra mim…”


FACHO DE ESPERANÇA - Composição: Sereno/ Julinho/Moisés Santana
Anúncios