Todos os dias o ciclo se repete,
às vezes com mais rapidez,
outras mais lentamente.
E eu me pergunto
se viver não será essa espécie de ciranda de sentimentos
que se sucedem e se sucedem
e deixam sempre sede no fim.