A gente só tem a gente.
No fundo, lá no fundo, essa é a realidade.
Qualquer outra interpretação é espera…no outro.
Que o outro fale, que o outro perceba, que outro entenda…não entende.
Porque não é a gente.
Imagina que entende, mas não enxerga porque os olhos são outros,
ainda que da mesma cor.