“Às vezes o Guerreiro da Luz tem a impressão de estar vivendo duas vidas ao mesmo tempo. Em uma destas vidas, ele é obrigado a fazer tudo que não quer, lutar por ideias nas quais não acredita, gastar seu tempo com coisas que não tocam seu coração.  Mas existe uma outra vida, e ele procura vivê-la através de seus sonhos,  de suas leituras, de encontros com gente que pensa como ele, de sua esperança.
Lentamente,  o Guerreiro vai permitindo que suas duas vidas se aproximem. “Há uma ponte que liga o que eu faço com o que eu gostaria de fazer”, pensa o Guerreiro. Aos poucos, os seus sonhos vão tomando conta da sua rotina, até que o Guerreiro percebe que está pronto para fazer o que sempre quis.
Então, basta um pouco de ousadia – e as duas vidas se transformam numa só.”
Paulo Coelho
Anúncios