Por um lado, sabemos que é importante buscar a Deus. Por outro, a vida nos distancia Dele – porque nos sentimos ignorados pela Divindade ou porque estamos ocupados com nosso cotidiano.

Isto nos dá um sentimento de culpa muito grande: ou achamos que estamos renunciando demasiadamente a vida por causa de Deus ou achamos que estamos renunciando demasiadamente a Deus por causa da vida.

Esta aparente lei dupla é uma fantasia: Deus está na vida, e a vida está em Deus. Basta ter esta consciência para entender e aceitar melhor o destino. Se conseguirmos penetrar na harmonia sagrada de nosso cotidiano, estaremos sempre no caminho certo, e vamos cumprir nossa tarefa.

 

http://g1.globo.com/platb/paulocoelho

 

Anúncios