“Cada não que eu recebi na vida entrou por um ouvido e saiu pelo outro.
Não os colecionei. Não foram sobrevalorizados.
Esperei, sem pressa, a hora do sim. O não é tão frequente que chega a ser banal. 
O não é inútil, serve só para fragilizar nossa auto-estima. 
Já o sim é transformador.
O sim muda a sua vida. Sim, aceito casar com você. 
Sim, você foi selecionado. Sim, vamos patrocinar sua peça.
Quando não há o que detenha você, as coisas começam a acontecer, sim.”

Martha Medeiros