“Severino, retirante, deixe agora que lhe diga:
– Eu não sei bem a resposta da pergunta que fazia.
Se não vale mais saltar da ponte e da vida, nem conheço essa resposta, se quer mesmo que lhe diga. É difícil defender só com palavras, a vida. Ainda mais quando ela é esta que vê.
Mas se responder não pude, à pergunta que fazia, ela, a vida, a respondeu… E não há melhor resposta que o espetáculo da vida.”