O guerreiro da luz presta atenção nas pequenas coisas. Porque elas podem atrapalhar os grandes avanços.

Um espinho, por menor que seja, faz o viajante interromper seu passo. Uma pequena célula – invisível aos nossos olhos – pode enlouquecer e destruir todo um organismo sadio. A lembrança de um instante de medo pode nos transformar em covardes a cada manhã. Um momento de hesitação no meio do combate pode abrir a guarda para o golpe fatal do inimigo.

O guerreiro está atento às pequenas coisas. Ele às vezes é duro demais consigo mesmo, mas prefere agir desta maneira.

“O diabo mora nos detalhes”, diz um velho provérbio. Um guerreiro jamais esquece isto.