“E é assim que hoje, ouvindo samba, decidi começar a caminhar de novo… Mesmo com os pés doendo. Com a certeza de que em pouco tempo vou encontrar um lugar pra me sentar, tirar os sapatos e apreciar a estrada. Para depois dar mais alguns passos descalça, descobrir caminhos que nem estavam no mapa, e voltar ao prazer da viagem.
Lá na frente, quem sabe eu mesma faça um sambinha, cantando em humor as vezes que errei o caminho – e de como foi bom aprender.”