“Pode parecer prudência redispor a mesa e a disposição
reciclar o som a tempo
reconsiderar passadas ressalvas…
todo resquício
esse excesso e vício interior
todo não achado
todo inacabado bom…
todo revolto movimento
todo novo argumento
todo novo calendário
todo novo novo-testamento
nosso novo gesto de clamor!
É pedra, é bronca
byte, cabeça
bit, cabaça
o enredo que provoca refaz quem só condiz!
… quem só condiz: disfarça!
há de haver avanço
há de haver soro e sal
há de haver solução…
a tudo que nos sirva!
Não poder se opor a dor é relevar a si
Não poder se opor a dor é relevar a si… só!”

O TEATRO MÁGICO