As almas simples são as almas raras
De Luz intensa e projeção pequena
Que nos circundam de maneira amena
Como são nobres essas almas caras!
 
São os espíritos das outras searas
Que pela vida passam numa plena e esplêndida
Energização serena
De um vento pastoreando as nuvens claras
O tempo passa, o tempo não dorme!
E a vida andando – tarde sobre tarde – dia após dia…
Sem demover essa humildade enorme
 
Este desejo que invadiu tua alma
Hoje é bálsamo que te acalma…
 
Esta busca de um novo horizonte
De sonhos, de felicidade plena, de Luz e Sabedoria
De carinhos, afagos e ternuras.