“Cada uma sonha o sonho que quer
E essa agonia maluca me arrasta
Como se eu pudesse entender

Pergunte o que quiser
Do jeito que vier
Que eu nem vou parar pra pensar
Já cansei de entender
De chorar sem querer
De às vezes até de gostar de você

Longe, bem longe de tudo
De repente a vontade danada de amar
E essa agonia maluca me assusta
Como se eu quisesse morrer.”