Escrever é um abismo.
 
Por isso começo sempre na segunda página.

Fernanda Mello