Posts tagged ‘RADIOGRAFIA’

Que possamos alcançar as estrelas e não somente olhá-las de longe

SAIR DO PROGRAMA DE HOLODECK DA TERRA – Para aqueles de vocês que não conhecem o termo holodeck, trata-se de uma recriação computadorizada em realidade virtual de uma série de ambientes muito realistas em que a tripulação de uma nave espacial – USS Enterprise do seriado Jornada nas Estrelas, por exemplo – se entretem e faz a sintonia fina de suas habilidades adaptativas (parece familiar?). Ocasionalmente, um ou mais membros da tripulação fica tão envolvido na recriação que alguém precisa entrar no holodeck para tirá-lo de lá.
Luz solar amada de Deus, a mente de vocês desfrutou, emocionou-se, brincou e fugiu de terror nos programas de holodeck da Terra, mas vocês ao mesmo tempo criaram e escolheram os programas que estão experienciando. Também podem optar por interromper, mudar, parar ou escolher outro programa.

 
Quando descobrirem o segredo que está por trás do reflexo da criação desses mundos de mentirinha da dualidade, escolherão sair completamente do holodeck.
Há um mecanismo à prova de erros que garante que vocês descobrirão o segredo e sairão do programa; portanto, não se preocupem, pois isso é inevitável.Além doholodeck, dos mundos do tempo, do espaço, da dimensão, da limitação e da separação, estão os mundos divinos da verdadeira criação. Os mundos dos universos materiais são apenas o reflexo invertido e distorcido da verdadeira criação. Os mundos divinos perenes são feitos de luz e iluminados pelo amor de Deus. Só essas criações de luz são reais. Este é o lar ao qual por tanto tempo ansiaram voltar, seu lar permanente.

É aqui que vocês co-criam, sendo Unos com Deus-Fonte. É aqui que vocês ainda estão, embora as imagens vividas e a memória do holodeck tenham convencido vocês de que estão “aqui”. A voz de Deus ordenou ao computador do holodeck: “Deixa partir o meu povo”. Agora é apropriado sair do programa.

ENTRAR NO PALCO PELA DIREITA – Como se faz para acordar os que estão em um programa de holodeck se estiverem totalmente convencidos de que os cenários são reais? O melhor seria entrar no programa a caráter e, sem se esquecer da própria identidade, contatar e contar a verdade a todos os que ouvissem, por todos os meios disponíveis. Isto foi exatamente o que Jesus fez, o que todos os mestres e avatares verdadeiramente iluminados fazem e o que vocês, sementes estelares, estão fazendo. Vocês estão no programa de holodeck, mas não estão completamente presos por ele. Vocês precisam perturbar e interromper o transe hipnótico dos atores e levá-los aos poucos a selecionar programas mais agradáveis. Aos poucos, todos voltarão ao normal e sairão dos velhos programas de morte e dualidade.

A intervenção divina entrou agora em ondas para mudar no holodeck os programas que se tornaram violentos e ameaçadores demais, apavorante demais! Roteiros mais felizes estão sendo introjectados – sendo um deles a idéia de um caminho para Deus. A ascensão é outra inserção feliz no holodeck, concebida para levar vocês dos sóbrios labirintos da morte e do desespero para a luz ressurgida da verdade.

O Cinturão de Fótons é outra feliz inserção onírica. Aquilo que foi chamado de “ondas de ascensão” é um maciço envolvimento de luz rolando por toda parte sobre as praias dos planos materiais. Em todos os universos, a luz se está derramando, abarcando todos os mundos, despertando a todos para a verdade. É o sorriso da aurora espalhando-se pela face da criação; é a luz da verdade iluminando a mente onírica coletiva. Essas ondas de luz significam, na verdade, o advento do Messias, o ressurgimento do Cristo, e é o surgimento de vocês – o Messias coletivo – que vieram dos mundos imperecíveis para despertar os sonhadores presos no programa de holodeck.

Com profundo respeito e amorosa admiração observamos os esforços de vocês. Completem agora a parte que lhes cabe: vejam o Eterno através da ilusão grandiosa. Sigam o seu coração; riam da charada; incorporem plenamente a sua divindade e amem, amem, amem.
As bênçãos do Altíssimo para todos.

Sou Ashtar, junto ao Alto Conselho da Cruz Solar e Senhor Sananda. Adonai.

Adiamento é sempre dúvida.

O melhor presente que podemos dar para a nossa vida e para outras, a cada respiro, é estarmos plenamente presentes. Sinceramente presentes. Amorosamente presentes. É sermos presentes para nós mesmos e uns para os outros com o coração. Adiamento é sempre dúvida. Às vezes, dívida.



Exatamente como uma criança que acabou de sair do ventre materno.

“Quando você viaja, está experimentando de uma maneira muito prática o ato de renascer.

Está diante de situações completamente novas, o dia passa mais devagar e na maior parte das vezes você não compreende a língua que as pessoas estão falando.

Exatamente como uma criança que acabou de sair do ventre materno.

Com isto, você passa a dar muito mais importância às coisas que te cercam, porque delas depende a sua própria sobrevivência. Passa a ser mais acessível às pessoas, porque elas poderão ajudá-lo em situações difíceis. E recebe qualquer pequeno favor dos deuses com uma grande alegria, como se aquilo fosse um episódio para ser lembrado pelo resto da vida.

Ao mesmo tempo, como todas as coisas são novas, você enxerga apenas a beleza delas, e fica mais feliz em estar vivo.”

http://g1.globo.com/platb/paulocoelho/page/3/

E existe o vazio…

Alguém pode dizer se estava prevista na palma da minha mão? Se estava já escrita e demarcada na linha da minha vida? Se fazia já parte da estrada e tinha de ser vivida?

 
 
 
 
Porque fugir é instintivo, e é biologicamente tão mais fácil e provável.
Ficar é escolha.
 
Que haja amor e menos covardia nas nossas escolhas…

Senhor, escutai as nossas preces. Amém.
 
 

Cecília Braga

para que o rio do tempo seja circular

 
 
As coisas que restam sobrevivem num lugar da alma que se chama saudade. A saudade é o bolso onde a alma guarda aquilo que ela provou e aprovou. Aprovada foram as experiências que deram alegria. O que valeu a pena está destinado à eternidade. A saudade é o rosto da eternidade refletido no rio do tempo. É para isso que necessitamos dos deuses, para que o rio do tempo seja circular.

Rubem Alves
 
 

Meu coração é um ideograma desenhado a tinta lavável em papel de seda onde caiu uma gota d’água. Indecifrável.

“Sou filha da lua.
Quero sempre o vôo mais alto,
a vista mais bonita,o beijo mais doce.
Às vezes fico distante,e me perco em mim
como se não houvesse começo nem fim
nessa coisa de pensar e achar explicação pra vida.
Explicação mesmo,eu sei: não há…
e me agarro no meu sentir
porque, no fundo, só meu coração sabe.
E esse mesmo coração que me guia
e não quer grades nem cobranças,
às vezes me deixa sem rumo,
com uma interrogação bem no meio da frase:
O que eu quero mesmo?
Por isso, eu te peço
(de um jeito meio sem-vergonha, que é assim que eu costumo ser):
se eu gostar de você,
tenha a gentileza de não me deixar tão solta.
Não me pergunte aonde vou, mas me peça pra voltar.
Sou fácil de ler, mas não tente descobrir
porque o mesmo refrão insiste em tocar tanto.
Se eu gostar de você,
tenha a delicadeza de também gostar de mim.
E me deixe ser, assim, exatamente como eu sou…
meio gato, meio gente.
Desconfiada e independente e
adoradora de todos os luxos e lixos do mundo.”
%d blogueiros gostam disto: